Augusto concede coletiva para esclarecer polêmicas recentes

Foto: José Edgar de Matos

Publicados 5 dias atrás em 10 de junho de 2024
Por: Bruno Rys Colesanti

Nesta segunda-feira (10), o presidente do Corinthians, Augusto Melo, voltou a conceder uma entrevista coletiva após cinco meses. Com as recentes polêmicas acerca de Carlos Miguel e o rompimento do contrato de patrocínio máster com a VaideBet, Augusto usou a coletiva para esclarecer esses tópicos.

O presidente adotou uma postura defensiva de um modo geral e se defendeu sobre as polêmicas. O mandatário disse que foi traído por pessoas que colocou dentro da diretoria, sem citar nomes.

Augusto defendeu sua direção, que é alvo de denúncias sobre a presença de um “laranja” na negociação de contrato milionária com a VaideBet.

“Não existe nada provado. Existe o que vocês falaram, é isso o que mais me chateia. Traição. Estou colocando de novo na rota, errei em colocar algumas pessoas aqui. Amigos estarão da porta para fora, os que estão aqui hoje são de verdade e têm competência”.

“Não coloco a mão no fogo por ninguém, mas dou autonomia e confiança. Isso (caso VaideBet) vai ser esclarecido, já tem depoimentos que disseram que têm provas e não há. Os que divulgaram serão processados criminalmente. Estamos muito tranquilos”, completou.

Augusto afirma que não possui nenhum vínculo com Alex Cassundé, proprietário da Rede Social Media Design, empresa que seria remunerada em R$ 25,2 milhões pela mediação do patrocínio da VaideBet. Cassundé fez parte da equipe de comunicação de Augusto Melo durante sua campanha eleitoral.

A Rede Social Media Design teria encaminhado uma parte do valor recebido em comissão para uma empresa laranja chamada Neoway Soluções Integradas em Serviços Ltda. Esta estaria registrada no nome de Edna Oliveira dos Santos, uma moradora de Peruíbe, litoral sul de São Paulo, que não teria conhecimento da existência da referida empresa.

Nos últimos dias também apareceram rumores sobre um possível impeachment. O presidente disse não se preocupar e estar tranquilo quanto a isso.

Impeachment não existe. E golpe aqui ninguém vai dar. Fui eleito pelo voto, foram 16 anos de uma dinastia e ninguém vai mudar isso. Errei, estamos corrigindo e o impeachment não me assusta”.

Outro polêmica recente no clube envolveu as saídas dos goleiros Cássio e Carlos Miguel. Durante os últimos dias, Carlos teria recebido sondagens de clubes ingleses e tinha sua saída dada como certa pela imprensa.

Carlos Miguel está inclinado a deixar o Corinthians – Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Augusto disse, entretanto, que desconhece essas informações e que nenhuma proposta apareceu em sua mesa. Vale lembrar que o clube corre para tentar renovar o contrato com o goleiro, já que sua multa rescisória é de apenas 4 milhões de euros.

“Tivemos a informação do Carlos Miguel (sobre o contrato), já sabíamos e tivemos a tranquilidade que estaria tudo bem. Não existe a multa cair de 50 milhões de euros para quatro milhões de euros. Aí ficamos reféns, se o atleta não quiser renovar… Não chegou nenhuma proposta, não pagaram a multa, mas até então é atleta do Corinthians, está treinando e estamos nessa incerteza”

Porém, o presidente também falou que o sonho de Carlos Miguel é uma transferência ao futebol europeu.

“Ele fala que é um sonho jogar na Europa. Se o problema financeiro for uma equação, a gente conversa. O Corinthians é uma grande vitrine, se jogar aqui joga em qualquer lugar no mundo”.

Fique por dentro das notícias! Siga nosso perfil no Instagram.

Receba notícias do TSP (Tudo Sobre Paulista) pelo WhatsApp.

Profetize os resultados do Corinthians2024!
Clique aqui, faça seu cadastro na Betnacional e use o código: TUDOSOBREPAULISTA.

P